Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Venham +5

Segredos de Estudante

Venham +5

Segredos de Estudante

14
Jan17

Sair da faculdade e encontrar o primeiro emprego. Como?

     

apple-1850613.jpg

 

          Esta é a questão que muitos jovens colocam e que é, na maior parte dos casos, difícil de esclarecer.

    Todos os jovens se deparam com um dilema: a experiência prévia exigida pelas entidades empregadoras. Sim, grande parte das empresas exige experiência e não há como ocultar isso. No entanto, existem várias formas de contornar este ‘problema’.
       A par da formação académica há inúmeros aspetos que são valorizados pelas entidades e que, por sua vez, nem sempre o são por parte de quem procura emprego. Existem formações paralelas à formação base que fazem todo o sentido como, por exemplo, um curso de línguas. O domínio de línguas estrangeiras é cada vez mais valorizado num currículo e na procura do primeiro emprego, sendo que as próprias faculdades, por exemplo, oferecem cursos acessíveis que permitem aos candidatos aumentar a sua “bagagem” de conhecimentos.

     Outro fator bastante valorizado são estágios extra-curriculares como, por exemplo, os estágios de verão. Para quem tenha essa possibilidade, será uma mais-valia na apresentação de uma candidatura.
     Quando se candidatam a um emprego, a vossa imagem de marca será o CV. Sim, a criatividade é importante! Mas, na maior parte dos casos, não é o fator chave. É importante ser conciso, atentar na categoria para a qual se estão a candidatar e, também, nos pontos fortes a destacar no cv. Na minha opinião, não devem ser ocultadas experiências profissionais. Valerá a pena, então, colocar uma experiência em loja ou como empregado de café? Claro! Mostra proatividade e dinamismo.
     Ao refletir acerca destes aspetos, surge muitas vezes a pergunta: “E quem precisa de trabalhar e estudar ao mesmo tempo ou, por outro lado, não tem recursos para cursos paralelos ou estágios?” A resposta é: “Sim, também existem oportunidades para esses candidatos!” A força de vontade e dedicação são aspetos muito valorizados. Eu, por exemplo, não tinha nenhuma experiência profissional para apresentar no meu currículo, além do meu trabalho como empregada de balcão durante todo o meu percurso académico. Agarrei com todo o entusiasmo o meu estágio curricular e aproveitei todas as oportunidades em que podia demonstrar as minhas capacidades. E a verdade é que hoje, passado um ano, mantenho-me no mesmo emprego. Sorte? Talvez. Dedicação e esforço? Muito. E posso garantir que a minha determinação foi muito valorizada durante o estágio.
    Não desistam nunca e, principalmente, não baixem os braços por pensar que têm menos recursos que o colega do lado. O sucesso exige concentração, principalmente no nosso próprio trabalho e objetivos.

 

Madalena Lopes

Técnica de Recursos Humanos

Todas as imagens são utilizadas da página https://pixabay.com/, não sendo da autoria do Projeto Venham +5.

6 comentários

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031