Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Venham +5

Segredos de Estudante

Venham +5

Segredos de Estudante

02
Mar17

O medo das apresentações em público

chairs-1814602_1920.jpg

   Ao longo da vida académica somos várias vezes testados no que às apresentações diz respeito. Geralmente no âmbito de trabalhos de grupo ou individuais, falar para um conjunto de pessoas é sempre um processo complexo, principalmente quando algo importante depende dessa apresentação (como um tese de mestrado, por exemplo).

   Enquanto alguns alunos conseguem, mais facilmente, gerir a ansiedade que se manifesta numa situação deste tipo, para outros torna-se muito mais complicado. Neste sentido, deixamos algumas dicas que poderão ser úteis na preparação de apresentações:

 

- Em primeiro lugar, é muito importante que conheças o teu trabalho e o tema que está a ser abordado. Certamente já ouviste apresentações em que, notoriamente, a pessoa não sabia o suficiente sobre o assunto. É algo evidente e, por isso, deves preparar-te rigorosamente nesse sentido;

-organiza por tópicos os temas que vais abordar. Deste modo, além de esquematizares a informação, poderás memorizar a mesma mais facilmente através da memória visual;

-conhecer o público-alvo é fundamental. Só assim será possível adaptar o vocabulário e os objetivos da apresentação de acordo com os interesses do mesmo, criando empatia com o grupo;

-justifica as tuas afirmações com factos. Assim, além de demonstrar que tens conhecimento sobre o assunto, confirmas a qualidade da tua apresentação;

-no final da apresentação faz um resumo final. Sabemos que, muitas vezes, alguns aspetos importantes podem ser esquecidos, sendo essencial relembrá-los. Além disso é possível, com esta síntese, obter feedback acerca dos conhecimentos adquiridos pelo público.

-reservar um tempo, no final, para questões e dúvidas é uma forma de comunicar diretamente com o público e demonstrar, mais uma vez, os teus conhecimentos sobre o tema.

 

   Estas são algumas indicações que poderás ter em conta na preparação de uma apresentação de qualquer tipo. Lembra-te que deves manter o pensamento positivo, conhecer os materiais e o espaço em que vais trabalhar e encarar o momento como mais uma oportunidade de aprendizagem que te permitirá melhorar e aperfeiçoar as tuas técnicas de apresentação.

 

Venham +5

http://www.studygs.net/

 

17
Fev17

Liberta-te da procrastinação

alley-908451.jpg

    Aquela velha amiga que teima em nos perseguir tantas vezes e que já falámos (ver aqui) no blog: procrastinação!

   Procrastinar é comum na maior parte das pessoas e, como se imagina, os estudantes não são exceção. Frequentemente dás por ti a planear determinada tarefa, prometendo a ti mesmo que a farás da melhor forma e no mais curto espaço de tempo possível. No entanto, esse plano não se concretiza, muitas vezes sem motivo aparente.

   É importante, em primeiro lugar, perceber se a tua procrastinação é constante ou se apenas se limita a um único projeto. No segundo caso será, de certa forma, mais fácil de remediar a situação:

- Começa por estruturar bem o teu plano, clarificando rigorosamente objetivos e resultados. É importante que saibas muito bem o que queres fazer e o que pretendes atingir no final;

- Quais os passos “mais largos” para atingir o objetivo? Reflete acerca desta questão sem entrar em grandes detalhes. A ideia é mesmo sonhar alto, pois é uma forma de gerares fontes de motivação;

- Regista o que já fizeste até agora para atingir esse fim. Mesmo que apenas tenhas pensado, é importante ter isso em conta!

  É também essencial que estejas absolutamente focado na tua motivação para avançar. Mesmo que esta seja negativa, tenta reformular e torná-la em algo positivo. Além disso, alarga o leque de vantagens e resultados positivos que o teu objetivo poderá trazer. Quantos mais, melhor!

   Não é fácil combater a procrastinação, principalmente quando esta está presente em quase todos os nossos planos. Cria uma lista, regista os passos que queres dar e os recursos que irás necessitar para concretizar os teus objetivos. Não te esqueças que é fundamental gerir o tempo eficazmente (ver aqui), aceitar erros e falhas que inevitavelmente irão surgir e que te poderão ajudar a melhorar e não desistir na primeira contrariedade. No caso de a tua procrastinação ser constante, tenta começar por um objetivo apenas, passando só depois para os restantes.

   O caminho não é fácil, mas é possível!

 

Venham +5

http://www.studygs.net/

 

08
Fev17

O que pode influenciar a tua motivação?

balance-865817.jpg

 

    A motivação pode, em termos gerais, ser definida como aquilo que nos move para concretizar determinado objetivo. Assim, de acordo com as metas traçadas, a nossa motivação sofre oscilações, podendo ser maior ou menor em determinado momento. Já todos nos sentimos, pelo menos uma vez na vida, extremamente motivados para uma determinada tarefa, sentindo que somos capazes de tudo ou, por outro lado, infundados no pensamento de incapacidade ou impotência.

    Não é, pois, difícil perceber que a motivação assume um papel fundamental no caso específico dos estudantes. Pode mesmo ser um factor determinante em diversos aspetos de vida dos alunos, como o desempenho académico ou a vida social.

 

     O que pode, então, comprometer a motivação de um estudante?

   A motivação intrínseca, determinada por fatores individuais como objetivos ou interesses, pode ser influenciada por inúmeros aspetos que, por sua vez, podem e devem ser trabalhados:

- Objetivos – A importância do planeamento de objetivos foi um tema já abordado no blog (ver aqui) e é, realmente, relevante em várias áreas. Neste caso, ter um objetivo a curto prazo bem estruturado e operacionalizado será uma ferramenta fundamental para desenvolver a tua motivação. Terás a vantagem de visualizar o plano por etapas e de uma perspetiva mais positiva;

- termina tudo o que iniciares – evitar a interrupção de tarefas e interiorizar a importância de finalizar as mesmas é essencial para manter os níveis de motivação estáveis;

- confia nas tuas capacidades – todos nós temos pontos fracos, que preferimos evitar e dos quais, muitas vezes, nos sentimos embaraçados. Isto leva a que estas fraquezas sejam constantemente valorizadas em detrimento de forças e caraterísticas positivas. É importante trabalhar o processo inverso, tomando consciência das nossas qualidades, confiando e acreditando nas mesmas;

- persistência – é importante não desistir perante as primeiras contrariedades que possam surgir ao longo do caminho e assumir os erros como oportunidades de redefinição e aperfeiçoamento de estratégias que poderão, quando melhoradas, levar ao desejado sucesso.

 

   Existem muitos outros aspetos a ter em conta em relação a este tema, pois a motivação é algo complexo. No entanto, estas poderão ser algumas ferramentas úteis para evitar a procrastinação e sentimentos negativos relacionados com o nosso desempenho.

   Lembra-te de refletir acerca dos benefícios que o alcance de objetivos te trará podendo, também, por exemplo, ler sobre casos de sucesso como forma de desenvolver e potenciar a tua motivação.

 

Venham +5

http://www.successconsciousness.com/

 

Todas as imagens são utilizadas da página https://pixabay.com/, não sendo da autoria do Projeto Venham +5.

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Calendário

Abril 2017

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30